Um luxo, né não?

“Dizem que o tempo muda as coisas, mas é você quem tem de mudá-las”

 

Ter 30 anos e 18 de carreira não é pra qualquer um. O talentosíssimo artista Gustavo Nénão é graduado em publicidade e tem em seu portfólio trabalhos de graffiti nas ruas de Campinas e trabalhos sociais junto a ONG’s e escolas. Com um savoir faire único, sua arte é colorida e inspiradora.

A maior parte das lojas lança a básica coleção em peças brancas para a passagem de fim de ano, mas não foi assim com a Lunnallô. A loja da estilista Luiza Mello fez uma parceria com Nénão, que resultou em uma linha geométrica de estampas Pop Art. Foram utilizados tecidos finos, como seda organza e Piquet, criando um contraste bastante interessante com o graffiti.

Imagem

Estampas exclusivas/Créditos: site Lunallô. Fotógrafo: Jefferson de Souza.

As criações são exclusivas e numeradas e estão disponíveis na Lunnallô desde o começo deste mês.

Conheço o Nénão já há algum tempo, e conversei um pouco com ele sobre a coleção. Simpático e com uma simplicidade característica, me contou que não é a primeira vez que trabalha com moda. O menino leva jeito, gente!

1. Como surgiu a oportunidade de trabalhar com a Lunnallô?

Temos alguns amigos em comum e adorei a ideia dela de trabalhar algo divertido e colorido para o final do ano!
O conceito foi melhorando quando decidimos fazer algo bem exclusivo, como obras de arte.
As peças foram numeradas e exclusivas a ideia é bem premium.

2. Você já tinha trabalhado com moda antes? Como foi a experiência?

Me identifiquei com o capricho das peças da Lunnallô.
Em 2003, já tinha assinado uma coleção para uma marca de roupas em São Paulo.
Esse ano assinei uma coleção masculina para Santa Costura, uma loja conceito no Cambuí.
No Campinas Mostra Moda desse ano pintamos 2 peças ao vivo no desfile da Lunnallô, para sentirmos como funcionaria o lançamento da coleção de final de ano, e foi super bem comentado.
Tento levar o graffiti para tudo que eu crio.

3. Como surgiu a inspiração de elementos pop art?

A inspiração da Pop Art veio bem de encontro a isso.
Primeiro por ser movimento artístico.
Seu principal idealizador Andy Warhol influenciou Jean Michel Basquiat um dos primeiros grafiteiros Americanos.
Me identifico com esses traços mais marcados, rostos de famosos e a uma linguagem mais despojada.
São aqueles típicos trabalhos que fluem, quando me dei conta já estava tudo pronto!

4. Como está sendo pra você o resultado de tudo isso?

Gosto de como as coisas caminham, o graffiti tem se destacado graças a ações como essas, que visam transformar e conscientizar as pessoas acima de tudo, sobre o valor que se da a arte.
Minha energia é o desafio. Eu amo o que eu faço, sinto prazer em trabalhar, em criar. Desenvolvi um pack exclusivo que acompanha as peças, projetos novos nos motivam a pensar e criar coisas novas.
Tem uma frase do Andy Warhol que diz:
“Dizem que o tempo muda as coisas, mas é você quem tem de mudá-las”.

Imagem

Coleção para final de ano/Créditos:site Lunallô. Fotógrafo: Jefferson de Souza.

Espero que tenham gostado!

Até a próxima

Beijos

Postado por Priscila Wiegandt

Anúncios

Uma resposta em “Um luxo, né não?

  1. Olá!
    Muito bacana o post, adorei e compartilhei na fan page da Lunnallô! 😉

    Se puderem colocar, os créditos são do fotógrafo Jefferson de Souza.

    Beijão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s