Florescendo na nova estação

Olá, leitores mais do que fashion! Eu desconfio que todo mundo aí no Brasil já está pensando no que usar no inverno, afinal essa época por volta do carnaval é um triste lembrete que as cortinas estão começando a baixar na minha estação favorita. Mas como há algum tempo eu vivo minha vida nas estações inversas, exatamente agora é quando eu fico enlouquecida com as coleções de primavera-verão, que agraciaram as passarelas do circuito fashion ready-to-wear lá em Setembro/Outubro 2012 e agora estão disponíveis ao público geral para consumo desenfreado (que é o meu caso!). Que é estranho você estar morrendo de frio e comprando shorts, é, mas tudo em nome da moda!!! 

Eu geralmente invisto em algumas peças coringas bem cedo, e esse ano as tendências estão bem propícias à aquisição de peças clássicas (no momento, ando favorecendo os terninhos de shorts, blazers com um corte mais justo, jaquetas a la Chanel, vestidos body con, calças na altura da canela, camisas, pencil skirts) e aqui vai a minha pedida pra estação – e não se preocupem; sempre hå uma certa sobreposição de tendências – algumas já podem ser até vistas por aí e outras com certeza chegarão em breve, aí vocês, queridos vistamaníacos, estarão mais antenados do que já são, um passo a frente da curva fashion!

 Monocromáticos:

A minha história de amor com preto e branco começou há muito tempo; a combinação transborda elegância atemporal. Estampas geométricas em preto e branco estão super em alta na high street, inspirada em peças de Dolce & Gabbana, Marc Jacobs, Louis Vuitton, Roland Mouret e muitos outros. Chic. Adoro jogar um vermelho ou um acessório de cor vibrante pra destacar!

Imagem

Monocromático by Louis Vuitton/ Créditos: Vogue UK

Imagem

Monocromático by Marc Jacobs/ Créditos: Vogue UK

 Branco:

Etéreo, tive um affairzinho com branco o ano passado, mas acho uma cor meio perigosa, ressalta bem os meus quadris e marca qualquer coisinha – mas continuo investindo em algumas peças, com um certo cuidado. Que é lindo, é, e a cor foi amplamente desfilada em Milão, com Roberto Cavalli, Emilio Pucci e Missoni representando essa tendência refrescante. 

Imagem

Branco by Roberto Cavalli/ Créditos: Vogue UK

Anos 60:

Reloaded – adoro uma inspiração vintage. E pessoalmente, adoro a moda dos anos 60. Elementos dessa década vem oferecendo inspiração já a algumas estações – a coleção da H&M com a Lana Del Rey é um ótimo exemplo. Cabelos bufantes a parte, a delicadeza e feminilidade dessa época me encanta. As cores vibrantes e estampas gráficas da tendência mod londrina adicionam uma dimensão extra ao estilo dos anos 60, como provaram Moschino, Tom Ford, Holly Fulton e Gucci.

Imagem

Anos 60 by Tom Ford/ Créditos: Vogue UK

Imagem

Anos 60 by Holly Fulton/ Créditos: Vogue UK

 Pencil skirt: 

Uma peça que eu adotei há um bom tempo no meu guarda-roupa e não tenho previsão de largar. Feminina, poderosa, séria, mas sexy. Oscar de la Renta, Roland Mouret e Prada adotaram para a estação. A mim não precisa convencer – sou convertida. 

Imagem

Pencil Skirt by Roland Mouret/ Créditos: Vogue UK

 Neons:

Estação passada viu uma pontinha de cores neon, dessa vez é como voltar aos anos 90: peças inteiras em cores vibrantes, que praticamente brilham no escuro! Uma tendência que eu prefiro manter nos detalhes, mas que LV, Proenza Schouler e Matthew Williamson abusaram e combinaram geralmente com branco. 

Imagem

Neon by Pronza Schouler/ Créditos: Vogue UK

 Minimalista:

Menos era mais. Aí mais virou mais. Como na moda, tudo se transforma, menos é mais de novo. Eu gosto de um minimalismo, pois te dá a oportunidade de ousar nos acessórios e maquiagem. Linhas clean, peças lisas, com um corte preciso e simplístico e um pouco de sobreposição adornaram as passarelas de Stella McCartney, Armani, Hermés e Donna Karan. 

Imagem

Minimalista by Giorgio Armani/ Créditos: Vogue UK

 Verde piscina ou menta

Sim, aquele verdinho pastel, variando até o pistache. Verão passado eu fiquei possuída nessa cor – ainda bem que sobreviveu o amargo inverno (e inclusive compareceu em algumas peças). Obrigada Cavalli, Missoni, Alberta Ferretti e Mulberry por me ajudarem a perseverar nesse verde tão querido! Não só o verde, mas outros pastéis também continuam – pense em cores de macaroons e não tem como errar!

Imagem

Menta by Mulberry/ Créditos: Vogue UK

 Transparências:

Ao longo da minha vida, eu vi transparência ir e vir em várias encarnações: renda, chiffon e tule, entre outros. Adoro. Um painel transparente no lugar certo oferece a peça aquele ar de mistério, de revelar só um pouquinho para dar asas a imaginação do espectador. Elegância sensual que pode ser conferida em peças de Victoria Beckham, Gucci e Helmut Lang, entre outros.  

Imagem

Transparência by Victoria Beckham/ Créditos: Vogue UK

 Ano passado, minha maior inspiração foi a coleção da Chanel – muitos pastéis, vestidos rendados, tudo muito feminino. Esse ano, eu vejo as coleções com um edge mais “malvado”, menos comportadinho (adoro!) e essas são as tendências que mais combinam comigo e irão me inspirar pra próxima estação, entre as várias que adornaram as passarelas. Provavelmente vocês me verão com um visual e saberão exatamente de onde vem as idéias – vide foto com o abuso da transparência, monocromático mais pencil skirt – ufa!

 

E aí, vistamaníacos? Quais as suas preferidas? 

Beijos

Postado por Dani Dutra

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s