O mistério e a beleza do mundo das gueixas

“Nós não nos tornamos gueixas porque queremos que nossas vidas sejam felizes, nós nos tornamos gueixas porque não temos escolha.” Essa frase é do livro “Memórias de uma Gueixa”. Arthur Golden escreveu o livro em 1997, no qual era retratada a vida de uma jovem gueixa, em Kyoto, no Japão, no período da Segunda Guerra Mundial.

Gueixas são mulheres japonesas que estudam as tradições milenares do canto, dança e da arte de seu país de origem. Normalmente, se vestem com pesados quimonos, belíssimos adereços em suas cabeças e uma maquiagem diferenciada.

Uma gueixa é caracterizada por seus adereços no cabelo, maquiagem e um quimono bem pesado. Fonte: Pinterest

Uma gueixa é caracterizada por seus adereços no cabelo, maquiagem e um quimono bem pesado. Fonte: Pinterest

No ocidente, sempre foram erroneamente confundidas com prostitutas, porém, no Japão, as gueixas possuem um status social que vai além da cultura e tradição.

Por ser extremamente difícil se tornar uma gueixa ou geiko, os japoneses consideram o simples ato de se tornar, e permanecer como uma, um grande feito.

Para se tornar uma geiko por completo é necessário passar pela fase maiko, também conhecida como “pequena dançarina” ou “meia jóia”.

Uma jovem gueixa começaria seu treinamento, tradicionalmente, aos 3 ou 5 anos de idade. No entanto, em 1950, esse fato foi proibido por ser considerado como trabalho infantil.

Uma mulher, quando entra na comunidade gueixa, não precisa, necessariamente, começar como uma maiko. Porém, existe o treinamento de um ano que deve ser feito antes de se tornar uma maiko ou, até mesmo, uma gueixa completa.

Uma mulher acima de 21 anos é considerada muito velha para ser uma aprendiza e já se inicia como uma geiko completa. Mas, aquelas que passam pelo estágio maiko podem vir a desfrutar maior prestígio em suas vidas profissionais.

As jovens maiko modernas, que podem se tornar aprendizes antes dos 18 anos, estão em Kyoto.

As maiko modernas, que podem se tornar aprendizes antes da idade de 18 anos, estão em Kyoto.

A formação é cara e a dívida adquirida tem que ser quitada, não importa quantos anos levem para que isso aconteça. Apenas quando a dívida acabar, que a gueixa tem autorização de sair da casa e trabalhar de forma independente.

Maiko  estão no auge da feminilidade japonesa tradicional. Tudo é adornado nela para que estimule a sexualidade e um dos pontos mais utilizados para isso é a nuca.

Pinterest3

A nuca é considerada zona erótica e, normalmente, é o único ponto que não está maquiado. Fonte: Pinterest

maiko usa um pó branco que cobre rosto, pescoço e peito, com duas ou três áreas sem estar brancas, formando um V ou W, deixados na nuca, para acentuar uma área tradicionalmente erótica, e uma linha de pele nua em todo o couro cabeludo, o que cria a ilusão de uma máscara.

A gueixa sempre está de quimono, e sandálias apertadas. Deve sempre se portar bem. O cabelo sempre estará alinhado, sendo peruca ou seu cabelo natural.

As gueixas são produtos do mistério, com suas belezas incomparáveis e seu jeito encantador. Uma gueixa pode te deixar feliz ou miseravelmente triste. Uma gueixa tem o poder de incitar um homem e fazê-lo liberar seus medos e desejos. Uma gueixa, além de uma artista, é uma mulher, e como tal, tem a doçura e a feminilidade necessária para encantar a todos.

 Postado por Taany Maeno.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s