Globo de Ouro 2014

Na noite do último domingo, 11 de janeiro, em Los Angeles, Estados Unidos, ocorreu o evento anual Globo de Ouro, que premia séries, filmes e afins, com a apresentação das comediantes Amy Poehler e Tina Fey. O evento é realizado há 72 anos pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood.

Amy Poehler e Tina Fey./ Créditos: Cinema Uol

Amy Poehler e Tina Fey./ Créditos: Cinema Uol

Na edição de premiação dos melhores de 2014, os filmes que levaram as estatuetas foram “Boyhood” e “O Grande Hotel Budapeste”. Entre as séries de TV, os favoritos foram “Fargo”, “The Affair” e “Transparent”.

O evento, além de ter dado destaque aos looks dos convidados e indicados aos prêmios no red carped, também foi palco de protestos e da indignação dos convidados e indicados com relação ao atentado à revista francesa “Charlie Hebdo”, na quarta-feira, em que 12 jornalistas e cartunistas foram mortos por extremistas islâmicos.

Atores apresentam sua opinião sobre o atentado na França./Créditos: G1

Atores apresentam sua opinião sobre o atentado na França./Créditos: G1

Além do apelo religioso e condolências ao atentado que ocorreu recentemente na França, outros temas políticos, religiosos e sexuais foram mencionados durante a cerimônia, entre eles o feminismo, combate à Aids, discriminação racial nos Estados Unidos, Coreia do Norte e a luta pelos direitos de transexuais.

George Clooney recebeu o prêmio Cecil B. DeMille, um Globo de Ouro honorário por sua contribuição ao cinema. Além de falar de seu trabalho e família, ele citou as manifestações após ataques em Paris. “Hoje foi um dia extraordinário. Milhões de pessoas marcharam, não só em Paris. Não marchamos em protesto, mas para apoiar a ideia de que nós não vamos andar com medo”, disse o ator e diretor, sobre a marcha histórica pela liberdade que reuniu 3,7 milhões na França.

Theo Kingma, da associação de imprensa estrangeira, foi aplaudido de pé após seu discurso. “Somos a favor da liberdade de expressão artística. Vamos nos manter unidos em todo o mundo de Paris à Coreia do Norte”, disse Kigma.

Helen Mirren, Kathy Bates, Joshua Jackson, Diane Krugere Amal Alamuddin, mulher de Clooney, também mostraram cartazes e objetos com a frase “Je suis Charlie”, lema em homenagem aos mortos pelo ataque ao jornal satírico francês “Charlie Hebdo”. O ator e cantor Jared Leto também aproveitou que subiu ao palco da premiação para falar “Je suis Charlie”. “Para nossos irmãos e irmãs na França: os nossos pensamentos, nossas orações, nossos corações estão com você essa noite”, disse Leto.

Na categoria de filmes, Boyhood levou a premiação. Doze anos de trabalhos foram reconhecidos e “Boyhood: Da infância à juventude” levou três estatuetas: melhor diretor para Richard Linklater, filme (drama) e atriz coadjuvante, para Patricia Arquette. “É um filme muito pessoal para mim”, comentou Linklater, antes de dedicar o prêmio aos seus pais e outros pais que “fazem o seu melhor”. O longa foi gravado aos poucos entre 2002 e 2013. A história acompanha Mason (Ellar Coltrane) dos 6 aos 18 anos.

A cerimônia premiou filmes e séries de 2014, em 25 categorias, segundo votação da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood. A maior surpresa da noite foi o vencedor na categoria melhor filme – comédia ou musical. O prêmio foi para “O Grande Hotel Budapeste“, sendo que o mais bem cotado era “Birdman”.

Emocionada em seu discurso, Patricia Arquette disse que o melhor papel de sua vida foi o de mãe. Amy Adams foi a melhor atriz de comédia ou musical por “Grandes olhos” e Julianne Moore ganhou entre as produções dramáticas, com “Para sempre Alice”.

Elenco do filme Boyhood”./Créditos: site Abril

Elenco do filme Boyhood”./Créditos: site Abril

Michael Keaton confirmou o favoritismo e recebeu o prêmio de ator em comédia ou musical por “Birdman ou (A inesperada virtude da ignorância)”. Ele se emocionou ao citar o filho no discurso. O filme também ganhou a estatueta de roteiro. Eddie Redmayne (“A teoria de tudo”) levou a estatueta de ator em filme dramático. Ele interpretou o físico Stephen Hawking. J.K Simmons levou o primeiro prêmio da noite, o de ator coadjuvante, por “Whiplash – Em busca da perfeição”.

O melhor ator de série dramática foi Kevin Spacey, por “House of cards”. Foi a primeira vitória em oito indicações. “Esse é só o começo da vingança”, brincou ao subir ao palco. Uma novidade na categoria de comédia foi “Transparent”, com sua primeira temporada. Ela foi a vencedora de melhor série cômica ou musical e levou o primeiro Globo de Ouro para uma produção da Amazon. Foi também a primeira vez que uma produção feita para a internet levou o prêmio de melhor seriado.

Elenco da série “Transparent”./Créditos: Brasil El. Pais

Elenco da série “Transparent”./Créditos: Brasil El. Pais

Agora, a próxima etapa da temporada de prêmios acontece na quinta-feira, quando saem os indicados ao Oscar.

Veja abaixo, em negrito, quais foram os ganhadores do Globo de Ouro 2014. 

— Cinema

Melhor filme – Drama
“Boyhood”
“Foxcatcher”
“O jogo da imitação”
“Selma”
“A teoria de tudo”

Melhor filme – Comédia ou musical
“Birdman”

“O grande hotel Budapeste
“Caminhos da floresta”
“Pride
“Um santo vizinho”

Melhor filme estrangeiro
“Força Maior” (Suécia)
“Gett” (Israel, Alemanha, França)
“Ida” (Polônia)
“Leviatã” (Rússia)
“Tangerines” (Estônia)

Melhor filme de animação
“Operação Big Hero”
“Festa no céu”
“Os Boxtrolls”
“Uma aventura Lego”
“Como treinar seu dragão 2”

Melhor ator – Drama
Steve Carell (“Foxcatcher”)
Benedict Cumberbatch (“O jogo da imitação”)
Jake Gyllenhaal (“O abutre”)
David Oyelowo (“Selma”)
Eddie Redmayne (“A teoria de tudo”)

Melhor ator – Comédia ou musical
Ralph Fiennes (“O grande hotel Budapeste“)
Michael Keaton (“Birdman”)
Bill Murray (“Um santo vizinho”)
Joaquin Phoenix (“Vício inerente”)
Christoph Waltz (“Big eyes”)

Melhor atriz – Drama
Jennifer Aniston (“Cake”)
Felicity Jones (“A teoria de tudo”)
Julianne Moore (“Para sempre Alice”)
Rosamund Pike (“Garota exemplar”)
Reese Witherspoon (“Livre”)

Melhor atriz – Comédia ou musical
Amy Adams (“Grandes olhos”)
Emily Blunt (“Caminhos da floresta”)
Helen Mirren (“A 100 passos de um sonho”)
Julianne Moore (“Mapa para as estrelas”)
Quvenzhané Wallis (“Annie”)

Melhor ator coadjuvante
Robert Duvall (“O juiz”)
Ethan Hawke (“Boyhood”)
Edward Norton (“Birdman”)
Mark Ruffalo (“Foxcatcher”)
J.K. Simmons (“Whiplash”)

Melhor atriz coadjuvante
Patricia Arquette (“Boyhood”)
Jessica Chastain (“A Most Violent Year”)
Keira Knightley (“O jogo da imitação”)
Emma Stone (“Birdman”)
Meryl Streep (“Caminhos da floresta”)

Melhor diretor
Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste“)
Ava Duvernay (“Selma”)
David Fincher (“Garota exemplar”)
Alejandro González Iñárritu (“Birdman”)
Richard Linklater (“Boyhood”)

Melhor roteiro
Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste”)
Gillyan Flinn (“Garota exemplar”)
Alejandro González Iñárritu (“Birdman”)
Richard Linklater (“Boyhood”)
Graham Moore (“O jogo da imitação”)

Melhor trilha original para filme
Johann Johannsson – “A teoria de tudo”
Alexandre Desplat – “O jogo da imitação”
Trent Reznor & Atticus Ross – “Garota exemplar”
Antonio Sanchez – “Birdman”
Hans Zimmer – “Interestelar”

Melhor canção original para filme
“Big Eyes” – “Big Eyes” (Lana Del Rey)
“Glory” – “Selma” (John Legend, COmmon)
“Mercy Is” – “Noé” (Patty SMith, Lenny kaye)
“Opportunity” – “Annie”
“Yellow Flicker Beat” – “Jogos Vorazes: A esperança – Parte 1” (Lorde)

— TV

Melhor série de TV – Drama
“The affair”
“Downton Abbey”
“Game of thrones”
“The good wife”
“House of cards”

Melhor série de TV – Musical ou comédia
“Girls”
“Jane the virgin”
“Orange is the new black”
“Silicon valley”
“Transparent”

Melhor minissérie ou filme para TV
“Fargo”
“The Missing”
“The normal heart”
“Olive Kitteridge”
“True detective”

Melhor ator em série de TV – Drama
Clive Owen (“The Knick”)
Liev Schreiber (“Ray Donovan”)
Kevin Spacey (“House of cards”)
James Spader (“The blacklist”)
Dominic West (“The affair”)

Melhor ator em série TV – Comédia ou musical
Louis C.K. (“Louie”)
Don Cheadle (“House of lies”)
Ricky Gervais (“Derek”)
William H. Macy (“Shameless”)
Jeffrey Tambor (“Transparent”)

Melhor ator em minissérie ou filme para a TV
Martin Freeman (“Fargo”)
Woody Harrelson (“True detective”)
Matthew McConaughey (“True detective”)
Mark Ruffalo (“The normal heart”)
Billy Bob Thornton (“Fargo”)

Melhor atriz em série de TV – Drama
Claire Danes (“Homeland”)
Viola Davis (“How to get away with murder”)
Julianna Margulies (“The good wife”)
Ruth Wilson (“The affair”)
Robin Wright (“House of cards”)

Melhor atriz em série de TV – Comédia ou musical
Lena Dunham (“Girls”)
Edie Falco (“Nurse Jackie”)
Julia Louis-Dreyfus (“veep”)
Gina Rodriguez (“Jane the virgin”)
Taylor Schilling (“Orange is the new black”)

Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV
Maggie Gyllenhaal (“The honorable woman”)
Jessica Lange (“American horror story”)
Frances Mcdormand (“Olive Kitteridge”)
Frances O’Connor (“The missing”)
Allison Tolman (“Fargo”)

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para a TV
Matt Bomer (“The normal heart”)
Alan Cumming (“The good wife”)
Colin Hanks (“Fargo”)
Bill Murray (“Olive Kitteridge”)
Jon Voight (“Ray Donovan”)

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV
Uzo Aduba (“Orange is the new black”)
Kathy Bates (“American horror story”)
Joanne Froggatt (“Downton Abbey”)
Allison Janney (“Mom”)
Michelle Monaghan (“True detective”)

(Fonte: G1)

Até mais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s